Raikkonen esperava resultado como do Bahrein desde início do ano

Finlandês acredita que luta pela vitória só não veio nas três primeiras etapas por "pequenos erros" e quer mais

Lotus comemora seu pódio duplo, com Raikkonen e Grosjean

O pódio duplo da Lotus no Bahrein pode ter surpreendido muitos no paddock, mas não Kimi Raikkonen. Para o finlandês, brigar pelas vitórias é algo que a equipe vem tendo condições de fazer desde o início do ano, mas demorou quatro provas para realizar por pequenos detalhes.

Detalhes como as boas classificações que não se tornaram boas corridas para Romain Grosjean nos dois primeiros GPs, em que completou quatro voltas no total. Ou como a queda de Raikkonen no Q1 na Austrália, por um problema de comunicação. Erros de estratégia e uma punição por troca de câmbio também minaram a corrida do finlandês em outras duas ocasiões.

“Provavelmente poderíamos ter estado nesta posição em outras corridas se não cometêssemos os pequenos erros que fizemos, que custam muito caro. O carro é veloz, então tomara que possamos estar mais vezes nessa posição, mas é um bom resultado para a equipe”, afirmou em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

Tendo mostrado velocidade, agora fica a dúvida a respeito de onde essa Lotus pode chegar. Ainda que a equipe de Enstone tenha conquistado três mundiais de construtores e quatro de pilotos nos últimos 20 anos, sendo os últimos em 2005 e 2006, não têm, no momento, o mesmo poderio de desenvolvimento de times como Red Bull, McLaren, Ferrari, ou até mesmo Mercedes.

“É melhor perguntar para eles [sobre o desenvolvimento]”, desconversa Grosjean, questionado pelo TotalRace. “Estamos trabalhando duro e esperamos manter esse ritmo. Mas, em termos de engenheiros e pilotos, daremos o melhor.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias