Raikkonen não acredita em virada no campeonato

Finlandês criticou a nova F-1 com asa traseira móvel e Kers: "Não tem nada a ver com ultrapassagem de verdade"

Raikkonen faz sua segunda temporada no rali

Protagonista da maior virada em um campeonato de F-1 nos últimos tempos, o campeão de 2007 Kimi Raikkonen não acredita que o mesmo possa acontecer neste ano. No ano de seu título mundial, o finlandês chegou à penúltima etapa com 17 pontos de desvantagem – algo em torno de 42 pontos no sistema utilizado hoje – e bateu Lewis Hamilton.

Considerando que a vantagem de Vettel é pouco mais de duas vezes maior do que isso, mas com oito corridas pela frente, era de se esperar que ao menos Raikkonen acreditasse em uma virada.

“A situação geralmente fica nivelada no final se alguém conseguiu uma boa vantagem no início da temporada. Mas Vettel provavelmente não tem de vencer nenhuma corrida até o final para seguir na frente.”

Na Alemanha para a disputa do Mundial de Rali, o ex-piloto de Ferrari e McLaren afirmou ainda que não gosta nada da nova F-1 com asa traseira móvel e Kers.

“Não tem nada a ver com ultrapassagem de verdade. Tudo o que você faz é se aproximar e pressionar um botão e o cara da frente não pode fazer nada a respeito.”

O finlandês acredita que as novidades até aumentem o espetáculo, mas não têm muito a ver com as corridas em si.

“Imagino que eles estejam tentando ir na direção certa, talvez seja bom para a TV, mas para os pilotos não é tão bom”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias