Readaptação rápida de Raikkonen não surpreende Boullier

Para chefe da Lotus, finlandês já mostrou diversas vezes neste ano que os dois anos fora da F-1 não lhe fazem falta

Raikkonen só não pontuou na China neste ano

Se o pódio duplo da Lotus no GP do Bahrein mostra um bom rendimento da equipe, também deixa claro que a decisão de trazer Kimi Raikkonen de volta à F-1 depois de dois anos fora da categoria foi mais que acertada. O finlandês não apenas conquistou seu primeiro pódio logo na quarta prova, como vem mostrando consistentemente que não tem quaisquer problemas de readaptação.

Raikkonen nunca havia corrido com a DRS ou os pneus Pirelli até o GP da Austrália, quando largou em 17º após uma falha de comunicação da equipe e chegou em sétimo. De lá para cá, só não pontuou na China, quando andou boa parte da prova em segundo, mas acabou perdendo várias posições no final por um equívoco na estratégia.

A performance do campeão de 2007 não surpreende seu chefe, Eric Boullier, ouvido pelo TotalRace. “Acho que ele já mostrou várias vezes que ele tem um bom ritmo e que pode dar conta do recado. Ele tinha de se recuperar de uma classificação ruim e conseguiu.”

De acordo com o francês, a adaptação de Raikkonen foi praticamente imediata. E o segundo lugar no Bahrein é só o começo. “Acho que ele só precisava de tempo, ainda que tenha precisado de muito pouco para se recuperar de dois anos fora. Acho que há mais por vir.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias