Red Bull oferece circuito na Áustria para sediar GP em 2013

Com a lacuna deixada pelo cancelamento de Nova Jersey, pista reformada pela empresa pode voltar ao calendário

A Red Bull colocou seu circuito, o antigo A1 Ring, na Áustria, à disposição de Bernie Ecclestone para ocupar a vaga aberta por determinação do Conselho Mundial, que se reuniu na última quarta-feira.

Com o cancelamento da estreia do GP em Nova Jersey em 2013, abriu-se uma lacuna no campeonato, que será ocupada por mais uma corrida na Europa. A Turquia já demonstrou o interesse em retornar ao calendário, ainda que isso esbarre em fatores comerciais e agora a Áustria entra no páreo.

O circuito, hoje chamado Red Bull Ring, foi recentemente renovado pela empresa de energéticos e esteve pela última vez no calendário em 2003. “Fizemos ser do conhecimento da FIA que temos uma pista com uma licença para receber corridas”, afirmou o consultor da Red Bull, Helmut Marko, à Speed Week. Ele disse ainda que reformas em estruturas como a sala de imprensa “não seriam um problema”, pois o financiamento adicional poderia vir do governo do país ou da província de Styria.

A pista havia sido demolida após a última prova da F-1 em 2003, mas foi reconstruída pela Red Bull e, desde então, recebe etapas da DTM e da Fórmula 2. O local é o mesmo que abrigou o traçado entre as décadas de 1970 e 1980. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias