Red Bull parte animada para Monza depois de dobradinha "inesperada"

Equipe esperava sofrer nos trechos de alta velocidade de Spa-Francorchamps devido à menor potência do motor Renault

Vettel e Webber durante o GP da Bélgica

Além dos 43 pontos no Mundial de Construtores, a dobradinha da Red Bull no GP da Bélgica deu uma injeção de ânimo no time anglo-austríaco. Isso porque a expectativa dentro da equipe era de que o RB7 perdesse em relação aos rivais nas longas retas de Spa-Francorchamps.

Como a equipe acredita que o motor Renault seja inferior ao Mercedes e ao Ferrari, o fato de Sebastian Vettel e Mark Webber terem sido competitivos em Spa animou a equipe para Monza, onde esperavam ter a corrida mais difícil do ano justamente pela importância da potência do propulsor.

O chefe da equipe admitiu que o resultado na Bélgica foi uma surpresa. “Em vários aspectos sim, porque potência é um fator dominante e pensávamos que isso favoreceria mais nossos rivais.”

Um dos motivos para a boa performance do RB7 seria a asa mais enxuta usada pelo time em Spa, item que deve voltar à pista em Monza.

“Acho que, se queremos chegar próximos a certos motores nas retas, temos de usar um pouco menos asa”, afirmou Horner.

Mas ainda há desconfiança em relação à performance do carro na Itália. “Nos últimos dois anos não foi uma boa pista para nós, então vamos ver”, Adrian Newey afirmou à Autosprint, administrando expectativas.

Vettel se mostrou confiante. “O carro estava fantástico, o equilíbrio estava fabuloso, então podemos lidar com Monza.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias