Relembre carreira única do aniversariante do dia: Nelson Piquet

Você pode até torcer o nariz para ele, mas é inegável que o brasileiro teve uma das trajetórias mais bem sucedidas na Fórmula 1

Há 63 anos nascia um dos maiores ídolos do esporte brasileiro. Nelson Piquet Souto Maior, tricampeão mundial de Fórmula 1, nasceu no dia 17 de agosto de 1952 para construir uma carreira única nas pistas.

Embora seja um dos maiores pilotos da história do automobilismo, sua postura polêmica e irreverente sempre dividiu opiniões. Seus fãs estão entre os mais fanáticos. Os "piquezistas" proclamam que "Nelsão" é um dos pilotos mais autênticos da Fórmula 1. O público que não aplaude o tricampeão acredita que Nelson exagera em suas críticas e declarações. O fato de ter dividido as pistas com Ayrton Senna só aumentou o clima de "futebol" entre prós e contras para os dois pilotos.

LEIA TAMBÉM: Após terceiro milhão de Camilo, pai do piloto comemora : "ganhei R$ 7 mil"

Além de títulos e vitórias, Piquet é um dos maiores gênios na parte técnica da categoria máxima da velocidade. Desenvolveu os cobertores térmicos para pneus e o equilíbrio de freios dianteiros e traseiros, entre outras coisas. Nelson Piquet tem sete filhos, cinco homens e duas mulheres.

O currículo de Nelson Piquet impressiona. 

Fórmula 1

Ano Vitórias Pódios Poles Pontos Colocação
1978 0 0 0 0  
1979 0 0 0 3 15
1980 3 6 2 54 VICE
1981 3 7 4 50 CAMPEÃO
1982 1 2 1 20 11
1983 3 8 1 59 CAMPEÃO
1984 2 4 9 29 5
1985 1 2 1 21 8
1986 4 10 2 69 3
1987 3 11 4 73 CAMPEÃO
1988 0 3 0 22 6
1989 0 0 0 12 8
1990 2 4 0 43 3
1991 1 3 0 26.5 6

Na Indy

Em 1992, o maior susto de sua vida. Durante treinos para as 500 Milhas de Indianápolis, Piquet bate violentamente contra o muro da curva 4, destruindo seu carro e lesionando seriamente seu pé e tornozelo direito. Obviamente, ele não participou daquela edição. 

No ano seguinte, já recuperado, Nelson Piquet voltou ao Indianápolis Motor Speedway para finalmente participar de uma das maiores provas do automobilismo mundial. Largando em 13°, o piloto não teve sorte com seu motor, sendo obrigado a abandonar na volta 38 e assim, finalizando em 32°.

24 Horas de Le Mans

Em 1996 Piquet se aventurou em outra prova mítica: as 24 Horas de Le Mans. Correndo ao lado de Johnny Cecotto e Danny Sullivan, Piquet guiou uma McLaren e terminou em oitavo, no geral. No ano seguinte, junto com JJ Lehto e Steve Soper, o brasileiro foi obrigado a se retirar por conta do acidente de Lehto.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nelson Piquet
Tipo de artigo Últimas notícias