Renault aceita fornecer motores a mais equipes, mas priorizará Red Bull

Presidente da fábrica francesa diz que equipará quantos carros a regra permitir, mas foco será nos vencedores

Red Bull é o foco da Renault

A Renault é hoje a fábrica que fornece motores para mais equipes dentro da F-1 – quatro times - e, segundo o próprio presidente da empresa francesa afirmou recentemente, pode até aumentar esse número em 2014, quando haverá mudança nas regras da categoria.

Carlos Ghosn, no entanto, garante que mesmo que aumente o número de times atendidos, a fábrica continuará focando no time da Red Bull, pois precisa de resultados vencedores. "Estamos prontos para oferecer a nossa tecnologia para mais equipes, mas com a condição de não diluir a atenção sobre as equipes que estão ganhando”, disse o presidente da Renault à ESPNF1.

"Para nós, a preservação de um forte apoio técnico à Red Bull é uma prioridade. Nós queremos ter certeza de que estamos com equipes competitivas e com condições de vencer. Ao mesmo tempo, estamos prontos para fornecer a tecnologia para outras equipes”, continuou Ghosn. “Podemos fornecer motores para tantas equipes quanto a regra permitir”, concluiu.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias