Renault faz "revisão geral" na fábrica para ser grande

Equipe, que não tem simulador e trabalha com um túnel de vento obsoleto, investe em infraestrutura

A fábrica da Renault, em Enstone

Em meio a rumores de que está em dificuldades financeiras, a Renault prepara-se para ampliar sua fábrica e melhorar as estruturas. A equipe atualmente trabalha com um túnel de vento em escala de 50% - o máximo permitido pelas regras é de 60% - e não tem simulador.

“Essencialmente queríamos fazer com que o lugar onde estamos, Enstone, se equiparasse aos melhores na F-1 e, para isso, faltavam algumas coisas. Uma é o túnel de vento, que era apenas de 50% de escala e o outro era o simulador e também outras áreas logísticas”, afirmou o proprietário da equipe, Gerard Lopez. “Será um dos melhores simuladores da área.”

De acordo com Lopez, a renovação da fábrica faz partes dos planos para recolocar o time no caminho das vitórias – a última foi justamente no GP do Japão de 2008.

“Temos de investir todos os dias porque as coisas se tornam obsoletas muito rapidamente. Quando assumimos, havia cerca de 480 pessoas. Acredito que sejam 520 agora. Os investimentos vão persistir para que cheguemos onde queremos, no topo da F-1.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias