Renault já está focada em 70% em motor turbo V6 para 2014

Em relação à Lotus, diretor confirmou que a fábrica francesa, que era proprietária da equipe, hoje é apenas um patrocinador

Mesmo sem envolvimento na fábrica, Renault continua marcando presença nos carros da Lotus

A dois anos da estreia dos novos motores V6 turbo na F-1, a Renault já está dedicando 70% de seus esforços no projeto, número que chegará a 100% no início do ano que vem.

“Agora estamos trabalhando em 70% no novo motor”, afirmou o diretor da Renault Sport F1, F1's Jean-Francois Caubet, ao Auto Bild.

A fornecedora de motores para Lotus, Williams e Caterham estima que gastará 50 milhões de euros no projeto, que será integrado com o KERS logo de cara, ao contrário dos motores atuais, cujo desenvolvimento estava congelado quando a tecnologia foi adotada.

“Isso é uma parte integral do novo motor. Em 2014, vamos fornecer a Red Bull não apenas com o motor, mas com o trem traseiro completo.”

Em relação à Lotus, Caubet confirmou que a fábrica francesa, que era proprietária da equipe, hoje é apenas um patrocinador. Com isso, o time de Enstone tem de
pagar por seus motores.

“Mas só 70% porque continuamos patrocinando a equipe de Enstone. Também temos uma colaboração técnica relacionada ao KERS e ao motor turbo de 2014.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias