Ricciardo diz ter esperança de não ter que trocar o motor em Montreal

Australiano sabe que vai ser difícil, mas quer manter o atual motor no Canadá, para evitar tomar punição.

Tanto o Daniel Ricciardo, quanto seu companheiro de equipe da Red Bull, Daniil Kvyat já usaram os quatro motores que são permitidos pelo regulamento desta temporada, o que quer dizer que a partir do quinto, ambos tomarão uma punição automática de 10 posições no grid de largada. Entretanto, o australiano mantém a esperança que isso não aconteça já neste final de semana.

O piloto da Red Bull sabe que isso será inevitável ao decorrer da temporada, mas quer evitar que seja no Canadá.

"O plano é fazer uma corrida aos padrões de Mônaco, nós vamos tentar fazer esta corrida sem quaisquer punições. Para esta corrida, de acordo com os nossos cálculos, o motor deve sobreviver, mas eu acho que não seremos muito rápidos durante todo o final de semana", disse ele.

"Espero que não soframos nenhuma punição, para que na corrida possamos ter um pouco de diversão", complementa.

Ricciardo confirmou que o bom desempenho de Mônaco, pode também ser consequência de atualizações do carro, mas sabe que no Canadá será mais difícil que em Mônaco, pois as características são totalmente diferentes.

"Tivemos alguns pequenos pedaços e peças em Mônaco, mas nada que fosse tão diferencial, eu acho que fomos melhores mais, por conta do circuito", explicou.

Por fim, o australiano espera que os carros da Red Bull possam ao menos brigar com as Williams, nesta prova:  "Espero que ao menos podemos ter uma batalha com Williams, que deve estar muito mais forte neste fim de semana", finalizou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pista Circuit Gilles-Villeneuve
Pilotos Daniel Ricciardo
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias