Rival acredita que a McLaren é a única que dará salto na Espanha

Chefe da Force India lembra que o time de Woking é o único que trabalha com um carro totalmente novo nesta temporada

Três fatores fazem com que, tradicionalmente, a corrida da Espanha seja um desfile de novidades nos carros: é o primeiro GP dentro da Europa, facilitando o transporte de peças; acontece em um circuito do qual as equipes têm muitos dados devido aos testes de pré-temporada, permitindo uma melhor correlação de dados, e é marcado após uma pausa de praticamente três semanas em relação à prova anterior.

Porém, como a maioria das equipes optou por uma evolução dos modelos do ano passado, já não há tanto quanto de costume a melhorar. Tendo isso em vista, o chefe em exercício da Force India, Bob Fernley, afirmou não esperar grandes saltos de seus rivais – a não ser a McLaren.

“Não tenho certeza se veremos as grandes novidades que vimos no passado, e não estou fazendo apenas de nós, é uma tendência para todos. Tirando a McLaren, que sabemos que virá forte como sempre, para o resto dos times não há muito mais que tirar dos carros hoje.”

A McLaren optou por descontinuar o projeto vencedor do ano passado e começar do zero. Com isso, vem tendo dificuldades para compreender o novo modelo. “Ficamos estáveis nos últimos anos, então não há grandes saltos. Acho que todos vão colocar coisas pequenas no carro durante toda a temporada – espero.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Tipo de artigo Últimas notícias