Rosberg acerta na tática e vence sua primeira prova na F-1

Contrariando as expectativas de alto desgaste do pneu, o alemão parou uma vez a menos que a dupla da McLaren

Rosberg vence a primeira após 111 GPs

A expectativa de alto desgaste de pneus por parte da Mercedes ficou na teoria e Nico Rosberg utilizou a tática de duas paradas para vencer seu primeiro GP da carreira. Parando três vezes, Jenson Button foi o segundo colocado, seguido por Lewis Hamilton. A surpresa ficou por conta de Sebastian Vettel, quinto também com uma parada a menos, estratégia que levou ainda Bruno Senna ao sétimo lugar.

Felipe Massa tentou uma tática de duas paradas, chegou a liderar a prova por uma volta, mas não conseguiu manter o ritmo com pneus macios e terminou em 13º.

Na largada, as McLaren partiram muito bem e Button pulou para terceiro e Hamilton, para quinto. Eles superaram Kobayashi, que largou mal e caiu para a sétima colocação. Seu companheiro Perez se aproveitou e subiu para sexto. Quem também largou bem foi Felipe Massa, que pulou para décimo, enquanto Alonso trocou posições com Webber e terminou a primeira volta à frente. O australiano teve uma má largada, a exemplo do companheiro Vettel, que caiu para 14º.

Preso atrás de Alonso, Webber fez a parada logo na volta sete. Depois de estabelecer o tempo mais rápido por boa margem, chamou os demais para os pits. O fato de ter parado antes ajudou Webber, que voltou à frente de Raikkonen. O finlandês saiu do box disputando lado a lado com Hamilton, que também se deu bem.

As Mercedes se seguravam na pista por mais tempo, mas logo após a parada Schumacher encostou, com uma roda solta. Rosberg voltou da parada na frente de Button, Hamilton, Webber, Raikkonen e Alonso, enquanto Perez, que não havia parado, liderava a prova com Massa, que largou de pneus duros, em segundo.

O brasileiro assume a ponta por menos de uma volta quando o mexicano para. Lento, com os pneus desgastados, é ultrapassado por Rosberg no final da volta. Após sua parada, o piloto da Ferrari voltou em 14º.

Na volta 22, Webber voltou aos boxes. O australiano estava na frente na briga com Raikkonen e Alonso pelo quarto lugar. É seguido na volta seguinte por Hamilton. As McLaren perderam tempo na volta da segunda parada. Button atrás de Maldonado e Hamilton, de Massa.

Enquanto isso, Rosberg, Raikkonen e Alonso buscavam permanecer na pista. O espanhol parou na volta 28. Na volta seguinte, foi a vez do finlandês, que perdeu a posição para o piloto da Ferrari. Enquanto isso, Button abria caminho em meio ao tráfego.

O tempo que Hamilton perdeu atrás de Massa e Perez permitiu que Rosberg parasse e voltasse à frente do inglês. Só foi superado por Button, mas mostrando que ia fazer a tática de uma parada a menos.

Na volta 38, Hamilton e Alonso pararam juntos e mantiveram as posições. Na seguinte, Button perdeu 6s no box com um problema na traseira esquerda. Voltou no meio do tráfego, enquanto Rosberg andava tranquilo na liderança.

Nas voltas finais, Button passou Vettel, que ganhou muitas posições com a tática de duas paradas. Hamilton e Webber fizeram o mesmo, em um final de prova marcado por muitas brigas por posição.

Classificação final do Grande Prêmio da China
1. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - 1h36min26s929
2. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), a 20s626
3. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 26s012
4. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), a 27s924
5. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 30s483
6. Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault), a 31s491
7. Bruno Senna (BRA/Williams-Renault), a 34s597
8. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault), a 35s643
9. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 37s256
10. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), a 38s720
11. Sergio Perez   Sauber-Ferrari), a 41s066
12. Paul di Resta (ING/Force India-Mercedes), a 42s273
13. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 42s700
14. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault), a 50s500
15. Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes), a 51s200
16. Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari), a 51s700
17. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari), a 1:03s100
18. Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault), a 1 volta
19. Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth), a 1 volta
20. Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth), a 1 volta
21. Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth), a 1 volta
22. Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth), a 2 voltas
23. Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault), a 3 voltas

Volta mais rápida: Kobayashi, 1min39s960

Não completou:

Michael Schumacher (ALE/Mercedes), volta 16

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Tipo de artigo Últimas notícias