Rosberg admite: erro no Kers facilitou a vida de Hamilton

Após estudar telemetria, alemão se disse surpreso por ter mudado configuração de maneira errada para se defender

Não foi por acaso que a ultrapassagem de Lewis Hamilton em cima de Nico Rosberg para assumir a liderança do GP dos Estados Unidos pareceu tão fácil: segundo o alemão, as análises da telemetria mostraram que um erro na ativação do Kers foi decisivo para a manobra que decidiu a prova.

[publicidade] “Fiquei um pouco surpreso [com a manobra]”, admitiu Rosberg. “Descobri uma coisa nova, que cometi um erro porque usei a coisa errada para conseguir mais Kers. Achei que estava usando a coisa certa, mas houve um atraso”, explicou o vice-líder do mundial, agora 24 pontos atrás do companheiro.

“Se eu usasse um determinado botão, seria imediato, mas com outro tipo de alteração há um delay, então não consegui o Kers extra. É por isso que, nos metros finais, ele conseguiu me passar tão fácil. Era algo que eu não sabia [que podia acontecer].”

Desde o início do ano, os pilotos têm comandos mais complexos para utilizar a energia que vem das freadas. Ao invés de pressionar um botão para ter a energia quando quiserem, eles possuem uma série de comandos para controlar a maneira como o ‘boost’ será utilizado.

“Tenho certeza que poderia ter me defendido melhor. Se eu tivesse freado mais tarde, ele me pegaria na curva seguinte. Achei que fechar a porta seria o suficiente para que ele não tentasse, mas não foi.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias