Rosberg arrasa concorrência, mas adota discurso cauteloso

Usando os pneus médios, alemão fez tempo mais de oito décimos mais rápido que o rival mais próximo em Barcelona

A Mercedes começou a colocar as mangas de fora. Foi essa a impressão depois que Nico Rosberg ficou a apenas 0s5 do melhor tempo dos quatro dias de testes de pré-temporada em Barcelona mesmo usando os pneus médios. Isso porque o composto é teoricamente cerca de 2s mais lento que os supermacios, utilizados por Romain Grosjean, da Lotus, para estabelecer a melhor marca.

[publicidade] O vice-campeão do ano passado, contudo, fez questão de diminuir o significado de sua marca. Depois de dominar a temporada 2014, vencendo 16 das 19 etapas, a Mercedes ainda não mostrou seu real ritmo nestes testes.

O tempo de Rosberg foi 1min24s321, enquanto a marca mais próxima estabelecida por um piloto com pneus médios em Barcelona foi de Kimi Raikkonen, que fez 1min25s167 com a Ferrari no primeiro dia de testes.

“Não é [um tempo de volta] tão forte quando você olha as marcas dos outros dias e coisas do tipo, mas acho que estamos chegando lá. De qualquer maneira, estamos confiantes e achamos que temos um bom carro.”

O que também chama a atenção na Mercedes é a facilidade com que, dia após dia, seus pilotos conseguem ultrapassar a marca das 100 voltas sem maiores problemas. Neste domingo, por exemplo, Rosberg completou 129.

“Foi um bom final de teste, sem grandes problemas. Estou confiante, temos uma grande equipe. Observamos de perto os rivais porque vimos alguns tempos fortes de outras equipes, então não está claro [quem é o melhor] no momento. Mas acho que estamos em uma boa posição.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias