Rosberg diz não temer virar segundo piloto de Hamilton

Alemão lembra que dividiu a Mercedes de igual para igual com Schumacher e revelou que está blindado por contrato

Nico Rosberg se diz tranquilo com a contratação de Lewis Hamilton na Mercedes. O piloto, que foi companheiro do inglês nos tempos de kart, salientou que está acostumado, depois de três anos ao lado de Michael Schumacher – e, nas três temporadas, superando o alemão –, a dividir a equipe com grandes pilotos. “Sei qual é a situação. Por três anos tive ao meu lado Michael, um dos pilotos mais rápidos do mundo. E sempre fiquei confortável com isso”, assegurou ao Bild am Sonntag. “O fato de Lewis chegar é um desafio que eu aceito de bom grado. Lewis é um dos melhores pilotos no momento, mas acho que posso me medir contra ele.”

O alemão não teme que o inglês chegue à equipe com regalias de primeiro piloto. “Tenho escrito no meu contrato que sempre terei as mesmas oportunidades que meu companheiro – não importa quem seja.”

Perguntado se temia que a relação com Hamilton terminasse da mesma maneira como a do inglês com Fernando Alonso na McLaren em 2007, Rosberg afirmou que “ambos são espertos o bastante para que [a relação] não se degenere.”

Nico disse ainda não ter pena de Schumacher pelo fato do heptacampeão ter perdido sua vaga. “Ele não tinha certeza se queria continuar, então a Mercedes foi forçada a escolher. Michael já disse que não está infeliz.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias