Rosberg diz que pilotos têm de 'ficar em cima' do carro de 2014

Alemão garante estar acompanhando de perto projeto da Mercedes "porque chega uma hora que não dá mais para mudar nada"

Assim como as equipes, os pilotos também estão com um olho nas seis etapas finais do campeonato de 2013 e outro nas novidades dos carros de 2014, quando estreiam os motores turbo V6 e uma série de novidades regulamentares, incluindo uma unidade de recuperação de energia duas vezes mais potente que o atual KERS.

As alterações certamente afetarão a pilotagem, mas ainda que reconheça a importância de acompanhar de perto o novo projeto, Nico Rosberg acredita que é trabalho dos pilotos se adaptarem o mais rápido possível.

Perguntado pelo TotalRace sobre seu nível de interesse em relação ao projeto de 2014 da Mercedes, Rosberg disse que, quanto antes o piloto puder se envolver, melhor.

“Conversamos com os engenheiros sobre o projeto, especialmente no caso do ano que vem, pois as mudanças são muito grandes. Então eu quis me envolver desde cedo, até porque chega em determinado ponto no qual já não dá mais para mudar as coisas. E as mudanças para o ano que vem são inacreditavelmente complicadas.”

Por outro lado, o alemão não acha que os carros ficarão muito mais difíceis de serem pilotados e lembra do fim do controle de tração, em 2008.

“Já tivemos este tipo de discussão: quando o controle de tração parou de ser usado, éramos questionados a respeito da adaptação e no final das contas foi algo fácil. A Fórmula 1 está acostumada a se adaptar às mudanças o tempo todo, então não acho que será uma questão tão importante. Mas é claro que é muito diferente e vai requerer muito trabalho e tempo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias