Rosberg pede desculpas por "erro de julgamento"

Alemão admite a culpa pelo incidente com Hamilton logo na segunda volta do GP da Bélgica

Após a Mercedes divulgar comunicado em que afirmava ter punido disciplinarmente Nico Rosberg por ter provocado o acidente com o companheiro e grande rival pelo título, Lewis Hamilton, logo na segunda volta do GP da Bélgica, o alemão veio à público pedir desculpas pelo que chamou de “erro de julgamento.”
Hamilton chegou a afirmar logo após a prova que Rosberg reconhecera ter batido de propósito, o que depois foi desmentido pelo alemão.

[publicidade] “Nos dias depois do GP da Bélgica em Spa eu fiquei muito tempo pensando sobre o que aconteceu durante a corrida e discuti isso com a equipe. Já expressei meu arrependimento pelo incidente mas, depois de uma reunião com Toto [Wolff], Paddy [Lowe] e Lewis hoje, eu gostaria de dar um passo adiante e descrever aquilo como um erro de julgamento da minha parte”, reconheceu.

“A regra número um de nós enquanto companheiros de equipe é que não devemos bater, mas isso é exatamente o que aconteceu. Por esse erro de julgamento, eu peço desculpas a Lewis e à equipe. Também quero pedir desculpas aos fãs que foram privados de uma batalha pela liderança na Bélgica.”

Apesar da primeira reação da Mercedes ter sido garantir que adotará ordens de equipe a partir do acidente, que tirou Hamilton da disputa por pontos e privou Rosberg de uma vitória, o time voltou atrás e afirmou que deixará a disputa livre, o que foi confirmado pelo alemão.

“Foram dadas a mim e a Lewis instruções claras de como devemos disputar. Como pilotos, temos uma responsabilidade clara com a equipe, os fãs e o esporte, nossos parceiros e com a Mercedes-Benz de correr de forma limpa. Assumimos essa responsabilidade de forma muito séria. Estou empolgado para terminar a temporada com competição dura e justa dentro e fora da pista até a prova final em Abu Dhabi.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias