Rosberg vibra com 1ª pole, mas não sabe o que esperar na corrida

Alemão reconhece que a alta degradação dos pneus em sua Mercedes faz com que seu resultado amanhã seja imprevisível

Rosberg posa ao lado de Hamilton e Schumacher

Nico Rosberg pode ter conquistado sua primeira pole da carreira – e com muita margem, mais de meio segundo mais rápido que Lewis Hamilton –, mas, diferentemente do que se podia imaginar, prefere não falar em vitória.

“Estou muito feliz por toda a equipe. Hoje na classificação nós tínhamos absolutamente o carro mais rápido. Isso é ótimo e é um progresso para nós como equipe. Ainda assim, na corrida amanhã devemos ter ainda mais dificuldades”, reconheceu o alemão em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

A preocupação é com a degradação de pneus da Mercedes, que fez com que ótimas classificações nas duas primeiras corridas resultassem em apenas um ponto no campeonato para a equipe até agora.

“Temos de trabalhar duro para tentar entender e melhorar o ritmo de corrida – e temos melhorado ultimamente. Mas é muito difícil saber o quão bem iremos amanhã e se é o bastante para vencer.”

A primeira pole na carreira significa que a última fez que Rosberg não teve ninguém à frente em um grid de largada foi em 2005, quando foi campeão da GP2. De lá para cá, o alemão disputou 110 GPs na F-1

“É uma ótima sensação. Será ótimo ir para a corrida e largar sem ninguém à frente. É uma ótima sensação. Vamos tentar ter uma boa largada e atacar daí em diante.”

E isso, logo em um circuito em que chegou a liderar e fez um pódio em 2010. “Eu gosto muito do circuito. Mas vamos ver, não posso dizer agora onde estarei amanhã. Acredito que posso começar a corrida na frente. Mas depois, temos alguns problemas com os pneus.”  

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias