Rubinho e Prost veem exagero nas reclamações sobre os pneus

"Não é muito diferente do que aconteceu ano passado", defende o tetracampeão; “o Rubinho espectador gosta"

 

Dois dos mais experientes pilotos da história da Fórmula 1 acreditam que se tem reclamado demais dos pneus. Rubens Barrichello e Alain Prost reconhecem que às vezes há um exagero no desgaste, mas se mostram felizes com o tipo de corrida que está sendo disputado – e não veem grande diferença com a época em que estavam atrás do volante.

Na Formula 1 entre 1993 e 2011, Barrichello disse ao TotalRace que entende a posição dos pilotos que reclamam da borracha, mas, como espectador, está gostando do que vê.

“Agora eu tenho duas visões: os pilotos reclamam porque queriam um pneu que fosse mais robusto para você guiar ele no limite. Agora, voltamos um pouco no tempo e temos de cuidar dos pneus, ter uma corrida mais tranquila. Tem gente que não consegue por ter uma tocada muito agressiva”, explica o brasileiro.

“O Rubinho espectador vê um espetáculo muito bom, as corridas estão legais. Às vezes tem um problema aqui ou lá, mas não queríamos que mudasse. Mas vejo uma mescla disso e até uma vontade da FIA de que o espetáculo continue bom e os pilotos fiquem mais felizes.”

Prost, tetracampeão mundial conhecido por se dar melhor em cima dos rivais por saber conservar bem os pneus, acha que se está reclamando “um pouco demais” dos pneus atualmente.

“Posso entender o porquê, mas acho que está exagerado porque não é muito diferente do que aconteceu ano passado. Sempre foi um grande parâmetro de competitividade dos carros. Talvez tenhamos ido um pouco longe demais e possamos ajustar isso. Mas ficar só falando não ajuda em nada.”

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias