Saiba tudo sobre os desafios do palco do GP da Turquia

Vento, ondulações e estabilidade de freada são problemas comuns na hora de acertar o carro para Istambul Park

Curvas com altos e baixos é uma das marcas de Istambul Park

Apesar de ser palco de provas emocionantes, o GP da Turquia foi vencido quatro vezes pelo pole position e, nas outras duas provas disputadas em Istambul Park, que está no calendário desde 2005, o primeiro colocado ao final das 58 voltas largou na segunda colocação.

Foi o que aconteceu no ano passado, em prova marcada pelos erros de Sebastian Vettel. Na classificação, o alemão travou os pneus logo na primeira curva e acabou em terceiro no grid. Ultrapassou Lewis Hamilton nos boxes e partiu para cima do líder Mark Webber, abandonando após uma colisão com o companheiro de equipe.

A tentativa frustrada de ultrapassagem aconteceu antes da curva 12, justamente onde os pilotos poderão usar as asas traseiras móveis neste ano.

É um trecho em que o vento conta na hora de determinar a relação de marchas, pois a sétima muda em função disso. Outro problema que deve ser levado em consideração na hora de acertar o carro é a estabilidade nas freadas nas curvas 12 e 9, assim como a tração na saída da última curva, que une os trechos de baixa e de alta do circuito.

Em relação à curva oito, a grande preocupação dos engenheiros é evitar que o barro bata no chão, o que ocorre devido às ondulações no local e também na curva 11.

Outra questão que fará os engenheiros quebrar a cabeça é como minimizar o consumo de pneus, uma vez que o desgaste imposto, principalmente na curva oito, no dianteiro direito, respondem por 40% de toda a volta. Isso devido ao asfalto abrasivo e às forças laterais, que ficam em 4,5G em média.

Curiosamente, os 120 m do grid para a primeira curva é a menor distância da temporada, juntamente a Mônaco.

É raro o Safety Car aparecer no GP da Turquia. As corridas no circuito de Hermann Tilke e suas grandes áreas de escape só foram interrompidas uma vez nos últimos três anos, em 2008.

As prometidas evoluções dos carros, o consumo de pneu nos níveis de Sepang e a expectativa de chuva são ingredientes mais que suficientes para garantir mais um final de semana de emoção na F-1.

Tudo sobre o GP da Turquia

Voltas: 58

Altitude: 129m

Nível de ondulações: médio/alto

Zebras: baixas

Consumo de motor: médio

Consumo de câmbio: baixo

Consumo de freio: baixo

Problemas de refrigeração de freio:  médio

Aderência: média

Configuração aerodinâmica: média a alta

 

Recorde do circuito

J P Montoya

McLaren

1:24.770

 

 

Últimas pole positions

2009 S Vettel

Red Bull

1:28.316

2008 F Massa

Ferrari

1:27.617

2007 F Massa

Ferrari

1:27.329

Últimos vencedores

2009 J Button

Brawn

1:26:24.8

2008 F Massa

Ferrari

1:26:49.4

2007 F Massa

Ferrari

1:26:42.1

 

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Turquia
Tipo de artigo Últimas notícias