Sainz deixa hospital e é liberado pela FIA para disputar GP

O espanhol disse que está dolorido, mas fará o possível para participar da corrida em Sochi, após o seu forte acidente no treino livre de sábado

A FIA autorizou Carlos Sainz Jr. a correr o GP da Rússia, neste domingo, após o piloto passar por exames que descartaram qualquer lesão. Agora, ele precisa ser autorizado também pela equipe médica que o atendeu para participar da prova.

Na tarde deste sábado, ele postou uma mensagem no seu Twitter confirmando que deixou o hospital em Sochi. Sainz agradeceu o apoio dos fiscais de prova e da equipe médica. Ele disse que tem apenas as costas e o pescoço doloridos, mas está se sentindo bem.

"Como você pode ver, eu estou bem. Não foi nada, no fim. Foi apenas um susto. Um grande susto, mas apenas isso. Quero que vocês saibam que eu estava consciente o tempo todo", disse Sainz, em mensagem para a Spanish TV.

"Eu tentei falar com a equipe, via rádio, debaixo das barreiras, mas eles não podiam me escutar, então eu comecei a me preocupar, pois as pessoas poderiam achar que havia acontecido algo de mais grave do que realmente foi", afirmou.

"Eles fizeram todos os tipos de testes e eu não tenho nada. Apenas um pescoço e costas doloridos, mas vou tentar correr. Não posso dar garantias, mas farei todo o possível para correr. Obrigado a todos pelo apoio", disse.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Pista Sochi Autodrom
Pilotos Carlos Sainz Jr.
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias