Sauber decepciona e abre segunda metade do grid

Perez sai em 11° e não se diz insatisfeito, ao contrário de Petrov, que sairá apenas em 18° com o carro da Renault; leia depoimentos

Sergio Perez em Cingapura

Sergio Perez, Sauber, 11°: "No geral, estou contente com nossa performance, apesar de ter sido uma pena não ter ido ao Q3. Minha volta no Q2 não foi perfeita, pois senti falta de mais tração. Apesar de tudo, estou confiante."

Pastor Maldonado, Williams, 13°: "Foi difícil atingir a temperatura ideal dos pneus, especialmente os macios, e isso me custou tempo. No fim do Q2, dava para ter feito mais com mais temperatura nos pneus dianteiros. Estou ansioso por uma boa corrida amanhã."
 
Sebastien Buemi, Toro Rosso, 14°: "No fim, estou feliz com minha performance, pois consegui boas voltas. Claro, falta um pouco de ritmo na classificação, mas isso não tira a chance de uma boa corrida. Espero que seja assim amanhã, pois salvamos um jogo de pneus supermacios."
 
Kamui Kobayashi, Sauber, 17°: "Terminei no muro e o acidente foi minha culpa. Toquei muito forte na zebra, o carro pulou muito alto e este foi o resultado. Vi uma chance no Q3, mas não funcionou. Estou bem e farei de tudo amanhã por pontos."
 
Vitaly Petrov, Renault, 18°: "Tentamos o nosso melhor para resolver os problemas de equilíbrio no último treino, mas faltou tração o fim de semana inteiro. E isso tem um impacto forte aqui. Cometi um erro em minha volta rápida do Q2 e acabou ali. Pelo menos, conservamos um jogo de pneus."
 
Heikki Kovalainen, Lotus, 19°: "Fiquei bem feliz com isso. Fui bloqueado na segunda saída, mas consegui ficar menos de um segundo do carro à frente e acho que foi o maximo que pude tirar do carro. O desgaste dos pneus não está tão grande e acho que estamos em boa forma para amanhã."
 
Jarno Trulli, Lotus, 20°: "Honestamente, falhei com o carro o dia todo, mesmo quando consegui me aproximar de Heikki, mas não estou contente com nossa posição. Agora, o negócio é conseguir chegar ao fim da prova inteiro."
 
Timo Glock, Virgin, 21°: "Tem sido um fim de semana difícil, não estou feliz com a traseira do carro, pois não conseguimos acertar, e a classificação não foi perfeita. Cometi um erro mas, apesar disso, tirei o máximo do carro."
 
Jerome D'Ambrosio, Virgin, 22°: "Estou um pouco decepcionado com a classificação. O carro está bom, mas tive problema com equilíbrio dos freios, bem traseiros. Não foi perfeito e me fez perder um pouco de confiança. Como sempre, vamos para a corrida buscando maximizar o que temos."
 
Daniel Ricciardo, Hispania, 23°: "Sabíamos que seria difícil para nós e, no geral, não foi mal. O que fizemos foi trabalhar no equilíbrio e tração para entender melhor o carro. Contudo, precisamos ver a queda do ritmo no terceiro setor. Se tudo tivesse corrido bem, teríamos superado nossos rivais."
 
Vitantonio Liuzzi, Hispania, 24°: "Foi bem difícil, pois o plano era dar apenas uma volta com dois jogos e não havia espaço para erros. Estou contente em ver a diferença pequena para nosso rivais, mas foi decepcionante não ter ficado à frente deles. No fim, foi um bom passo adiante."
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Tipo de artigo Últimas notícias