Sauber desiste de apelar contra desclassificações no GP da Austrália

Erro na medida de carenagem da parte traseira do C31 provocou a exclusão de Perez, sétimo, e Kobayashi, oitavo no GP da Austrália.

Kobayashi e Perez, com Schumacher entre os dois, em Melbourne

Depois de ver seus dois carros serem desclassificados no GP da Austrália e anunciarem que entrariam com um recurso, a Sauber emitiu um comunicado nesta terça-feira informando que não apelará mais da decisão dos comissários técnicos da corrida.

Ambos os pilotos do time terminaram na zona de pontos: Sergio Perez foi sétimo, logo à frente de Kamui Kobayashi. No entanto, cerca de três horas após a prova, veio a confirmação da FIA de que os carros da Sauber infringiam os itens 3.10.1 e 3.10.2 do regulamento técnico. As regras determinam o posicionamento da carenagem na região traseira.

"Não nos trouxe nenhuma vantagem na parte da performance, mas o fato é que foi uma infração do regulamento. Tomamos nota da decisão dos comissários e encontramos um erro no processo de checagem da dimensão relevante do componente. Já colocamos as medidas no lugar para garantir que isso não aconteça novamente", comentou o diretor técnico James Key.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Kamui Kobayashi , Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias