Sauber só ficou para trás por falta de dinheiro, diz Monisha

Sensação do início da temporada perdeu terreno nas últimas provas, mas dirigente crê que isso depende do orçamento

A Sauber marcou 11 pontos nas últimas 4 etapas

Eles começaram a temporada como a grande surpresa, tendo sua saída de escapamento copiada até pela poderosa Red Bull, mas a Sauber foi aos poucos perdendo espaço no pelotão. A chefe da equipe, Monisha Kaltenborn, reconhece que o orçamento mais apertado atrapalha mesmo quando o carro é bem nascido.

“Isso é válido para outras equipes no grid que estão em situação semelhante: quanto mais dinheiro tivermos, mais podemos nos desenvolver e vocês verão isso na pista.”

A indiana salientou, por outro lado, a importância de um teste coletivo no meio da temporada, como o realizado em Mugello, antes do GP da Espanha. Afinal, equipes com menos poderio financeiro têm menos recursos de simulação e podem aproveitar melhor o tempo de pista.

“É normal sermos questionados acerca de nosso orçamento e que talvez não possamos nos desenvolver da maneira que queremos. Com o pacote que levamos a Barcelona acho que mostramos a todos que podemos nos desenvolver rapidamente e de forma eficiente.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias