Schumacher lamenta problema na largada e toque com Hamilton

Segundo alemão, abandono tem a ver com sistema de partida do carro, que não funcionou e provocou quebra do equipamento

Michael Schumacher em Mônaco

Único piloto com chances de igualar a marca de seis vitórias de Ayrton Senna nas ruas do principado, Michael Schumacher colecionou mais uma decepção a bordo do carro da Mercedes.

Largando em quinto, sua melhor posição de largada do ano, o heptacampeão mundial teve problemas com o sistema de partida de seu carro, por isso caiu para décimo. E, após danificar o bico no choque com Hamilton, foi relegado a andar no pelotão de trás até parar com um problema de incêndio em seu carro.
 
"Começou a sair fogo da saída de ar, basicamente, e isso tem a ver com o momento da largada. Em vez de ir para a frente, o carro acionou o sistema que impede ele de morrer. Precisamos ver o que aconteceu", comenta Schumacher.
 
"Depois de tocar com o [Lewis] Hamilton e quebrar o bico do meu carro, a corrida ficou bem comprometida", completa o piloto da Alemanha.

Nico Rosberg completou o final de semana para esquecer da Mercedes. Com problemas de degradação de pneus, o piloto foi apenas o 11º colocado.

“Fiz uma boa largada, mas é a única coisa positiva que podemos tirar da corrida. Depois disso, achei que poderia apertar mas os pneus traseiros se acabaram no primeiro stint, o que me custou muita performance. Foi um final de semana difícil para nós, em que o carro não estava no seu melhor, nem eu”, afirmou por meio da assessoria de imprensa da equipe.

 
(Colaborou Felipe Motta, de Mônaco)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias