Schumacher reconhece que falta de testes ainda o atrapalha

Heptacampeão alemão revela que esperava ter conseguido alguns pódios dois anos após a volta à Fórmula 1

Schumacher faz 43 anos em janeiro

Dois anos após seu retorno às pistas, Michael Schumacher reconheceu que ainda sente falta dos tempos em que os testes eram liberados. O alemão, que completa 43 anos em janeiro, afirmou que, com isso, sua dificuldade com os pneus se estendeu mais do que esperava.

“No passado, testávamos bastante. Agora não, então tive alguns problemas com os pneus. Não aprendi como interpretá-los de maneira correta”, reconheceu em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera.

“Antes eu vinha para o final de semana de corrida sabendo o que esperar. Agora os testes não chegam até sexta-feira e ainda estou me acostumando a este sistema.”

A performance da Mercedes nestes dois anos também surpreendeu negativamente e Schumacher afirma que esperava mais do que três quartos lugares.

“Achei que estaria [no pódio] pelo menos algumas vezes. Juntos podemos trabalhar duro para melhorar a performance, mas não temos medo disso. Não há mágica na F-1.”

Com seu contrato expirando ao final de 2012, Schumacher garante que ainda não pensa na renovação.

“Estarei lá em 2013? Ainda não há pressa para pensar sobre isso.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias