Sebastian Vettel é absoluto e larga na ponta no GP da Índia

Felipe Massa tem a suspensão quebrada na última tentativa e larga em sexto, ao lado do punido Hamilton

Vettel larga na ponta

Mais rápido com pneu duro e com pneu macio, Sebastian Vettel não deu chances aos seus adversários e cravou a pole do GP da Índia. O alemão superou Lewis Hamilton, que fez o segundo tempo, mas larga em quinto após punição por ter ignorado bandeiras amarelas na sexta-feira. Mark Webber fez o terceiro tempo, seguido por Fernando Alonso, Jenson Button e Felipe Massa, que teve a suspensão dianteira direita quebrada após atacar uma zebra em sua última tentativa.

Bruno Senna fez o 15º tempo e Rubens Barrichello, o 16º. Ambos ganham ainda uma posição devido às cinco perdidas por Vitaly Petrov após o acidente com Michael Schumacher na Coreia do Sul.

Q1

Com temperatura na casa dos 31ºC no ar e 38ºC no asfalto, a classificação começou com a pista movimentada, com os pilotos que usavam os pneus duros tendo de dar várias voltas para obterem seus melhores tempos. Na ponta, as Red Bull dominaram, com Vettel à frente, seguidas de Hamilton, Alonso e Massa. Button, que reclamou de falta de aderência, ficou um pouco para trás, se expondo aos pilotos que usavam macios.

O primeiro deles foi Kamui Kobayashi,  forçando os demais a fazerem o mesmo. Logo as Renault subiram às primeiras colocações, com Vitaly Petrov superando o tempo de Vettel. A melhora dos tempos fez com que Button caísse para 16º e tivesse de gastar um jogo de pneus macios para não ficar no Q1.

Quem acabou cortado foi o próprio Kobayashi, com Barrichello passando aos trancos e barrancos para a fase seguinte. Timo Glock, com problemas de câmbio, fez apenas uma volta lançada e ficou em último. Porém, quem largará em último será Daniel Ricciardo, que se classificou em 21º, mas foi punido com a perda de cinco posições no grid, assim como Hamilton (três posições), Perez (três posições) e Petrov (cinco posições).

Q2

Repetindo a estratégia vista em algumas ocasiões no Q3, ambas as Force India e Sergio Perez optaram por fazer apenas uma saída no Q2, a fim de economizar pneus. Após as primeiras voltas, foram as Toro Rosso, e não as Renault, que permaneceram entre os dez primeiros. Nico Rosberg, andando no mesmo ritmo de Massa, também optou por ver o desfecho da segunda parte do treino dos boxes.

Nas primeiras posições, agora todos com pneus macios, Vettel seguiu na ponta, com Hamilton em segundo e Alonso em terceiro. Webber, Button e Massa completavam os seis primeiros.

Sutil conseguiu tirar Schumacher do top 10, enquanto Petrov marcou exatamente o mesmo tempo do décimo colocado Alguersuari, mas o russo obteve a marca após o espanhol e ficou em 11º. Schumacher ficou de fora por 18 milésimos.

Bruno Senna não teve um treino limpo e ficou em 15º, logo à frente de Barrichello, mas estas posições devem mudar devido ao reposicionamento dos quatro pilotos punidos.

Q3

As Ferrari optaram pela estratégia tradicional, com duas saídas à pista com uma volta lançada em cada. Hamilton fez duas voltas rápidas em sua primeira tentativa, sendo mais rápido na segunda. Button, após gastar um jogo de pneus macios no Q1, fez apenas uma saída, a exemplo de Rosberg, Sutil e Alguersuari. Os dois últimos apenas foram à pista, mas não marcaram tempo.

Após as primeiras tentativas, Vettel seguiu na ponta, com Hamilton a menos de um décimo, Webber em terceiro, Alonso em quarto e Massa em quinto.

No final do treino, a única mudança foi a adição de Button, em quinto. Massa vinha melhorando sua volta quando forçou demais na zebra e acabou tendo sua suspensão quebrada. O brasileiro larga em sexto, ao lado do punido Hamilton.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Tipo de artigo Últimas notícias