Segundo Jean Todt, FIA quer reduzir custos da Fórmula 1

Presidente da entidade máxima do automobilismo afirmou no México que busca formas de melhorar o custeio da F1

O presidente da FIA, Jean Todt, afirmou no México que busca reduzir os custos da Fórmula 1, após as mudanças de regras e, com elas, cumprir um dos objetivos que o grupo de estratégia planejou.

"Queremos melhorar mais a Fórmula 1 para os próximos anos e queremos reduzir custos. Melhorar o show para assegurar um melhor o desenvolvimento das escuderias e os participantes da categoria", afirmou o mandatário máximo da entidade.

Todt também falou sobre a distribuição dos direitos: ''Sabemos que hoje há um desequilíbrio na distribuição. É um tema que ainda estamos trabalhando."

Atualmente, as equipes recebem dinheiro dos direitos de televisão de acordo com a classificação final do campeonato de construtores. Resumindo: equipes como Mercedes, Ferrari e Red Bull conseguem ter a maior fatia do bolo.

A expansão da Fórmula 1

Todt afirmou que o fato do México ter uma etapa da Fórmula 1 mostra o dinamismo da categoria. Após quase duas décadas, a América Latina tem duas etapas no calendário. Antes, somente o Brasil fazia parte do circo. O México faz parte do planejamento da F1 em trazer novas praças. Para 2016, o Azerbaijão deve fazer parte do campeonato.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags conferencia, cost, f1, fia, mexico, sport, todt