Segundo na pista, Ricciardo é excluído da prova por irregularidade

Carro do piloto continha irregularidade no fluxo de combustível, e após cinco horas FIA decide por puni-lo

Daniel Ricciardo teve bons motivos para comemorar depois de ir ao pódio em sua primeiro corrida pela Red Bull. No entanto, após a inspeção técnica da FIA realizada após a prova, o piloto teve retirado seus pontos e o segundo lugar por uma irregularidade envolvendo o fluxo de combustível de seu RB10. A decisão demorou cinco horas para ser tomada depois do GP.

Segundo os comissários, o carro do piloto ultrapassou por vezes o limite máximo de fluxo de combustível, de 100kg/h (artigo 5.1.4 do regulmento técnico), o que foi avaliado sem tolerância pela FIA. A entdade, com base no sensor de combustível no carro do australiano, que apresentou irregularidade parecida durante os dois primeiros treinos livres, orientou a Red Bull a reduzir o fluxo, o que, obviamente não aconteceu na corrida.

A Red Bull já avisou que vai apelar da decisão dos comissários. Confiira o comunicado do time: “Após a decisão da FIA de que a Infiniti Red Bull Racing violou o artigo 3.2 do regulamento esportivo e do artigo 5.1.4 do regulamento técnico com o carro 3, a equipe comunicou à Federação sua intenção de recorrer com efeito imediato. Inconsistências com o medidor de fluxo de combustível da FIA foram predominantes no fim de semana por todo o pit lane. A equipe e a Renault estão confiantes de que o combustível fornecido ao motor está em plena conformidade com os regulamentos.”

Desta forma, o mexicano Sergio Pérez agora é o novo décimo colocado, com todos à sua frente, exceto Nico Rosberg, vencedor, subindo uma posição.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Daniel Ricciardo
Tipo de artigo Últimas notícias