“Sei que os pilotos não estão gostando das corridas", diz Vettel

Alemão diz que sua volta mais rápida em Mônaco, 2s abaixo do ritmo do final da prova, escancara situação dos pneus

Já virou tradição: chega nas voltas finais, Sebastian Vettel acelera para fazer a volta mais rápida – e quase sempre leva bronca do engenheiro de pista, que teme algum acidente. Porém, em Mônaco, algo chamou a atenção. A volta mais rápida do alemão foi mais de dois segundos mais rápida que o ritmo adotado ao seu redor, dando a medida de quanto os pilotos seguraram o ritmo para conservar os pneus.

“Não estou tentando fazer algo bobo e peço desculpas por ter brigado com meu engenheiro no rádio, mas é um reflexo de como as corridas estão hoje quando você consegue ser três segundos mais rápido em uma volta. Em outras pistas, você poderia usar o ritmo para ultrapassar, mas aqui se sabe que é difícil”, afirmou o alemão, ouvido pelo TotalRace.

“Sei que os pilotos não estão gostando das corridas tanto quanto gostavam. O show é bom até certo ponto, mas se for uma questão de um seguir o outro e esperar a bandeirada, tenho certeza de que não é o que as pessoas querem ver.”

O alemão espera que os pneus melhorem com a mudança prometida pela Pirelli para a próxima etapa, no Canadá. “Na próxima corrida, teremos um update nos pneus, pois sentimos que os pneus usados até aqui não eram seguros, com alguns pilotos tendo pneus dechapados. A Pirelli está trabalhando nisso e veremos se será resolvido.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias