Sem espaço para erros, Suzuka está entre os queridinhos dos pilotos

Entre os fãs confessos da pista japonesa estão os vencedores Button e Raikkonen e Hamilton, que busca 1º vitória

Curvas apertadas, de média a alta velocidade, e áreas de escape mínimas se comparadas aos circuitos modernos da Fórmula 1. Não é por acaso que o traçado de Suzuka, palco da prova do próximo final de semana, está entre os favoritos de todos os pilotos.

“Na maioria das pistas, se você perder o carro ou a freada, você acaba só saindo na área de escape asfaltada e volta para a pista sem problemas. Em Suzuka, se isso acontecer nos Esses ou nas Degners, você acaba na brita. E gosto disso – acho que premia aqueles que não cometem erros e a corrida fica melhor, porque você tem de manter o foco”, explica Jenson Button, vencedor da prova em 2011.

Quem também já triunfou em Suzuka – e em grande estilo, largando em 17º em 2005 e ultrapassando Giancarlo Fisichella nos últimos metros – foi Kimi Raikkonen, outro fã da pista japonesa.

“Há algumas curvas em que dá para acelerar tudo – ou quase – mas em outras você tem de equilibrar o freio e o acelerador cuidadosamente para manter a melhor velocidade. Se forçar demais, vai acabar sendo punido, como descobri na classificação do ano passado”, lembra o piloto da Lotus.

Lewis Hamilton, por sua vez, nunca venceu em Suzuka – só conquistou o GP do Japão em Fuji. “Se você tocar a grama em qualquer ponto, vai rodar em direção ao muro, então é um circuito que demanda muito mais em termos de precisão, posicionamento e trajetórias para cada curva”, explica.

Confira os horários do GP do Japão, prova que pode definir o campeonato se Sebastian Vettel vencer e Fernando Alonso não for melhor que nono.

1º treino livre: 22h, quinta-feira

2º treino livre: 2h, sexta-feira

3º treino livre: 23h, sexta-feira

Classificação: 2h, sábado

Corrida: 3h, domingo

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Tipo de artigo Últimas notícias