Sem sustos, Hamilton vence 6ª do ano em dobradinha da Mercedes

Em GP movimentado, britânico fica fora da ação após fazer boa largada e comandar a prova do início até o final; Massa é 6º

O britânico Lewis Hamilton venceu pela segunda vez o GP da Bélgica neste domingo (23) em Spa-Francorchamps. O atual bicampeão partiu melhor que o companheiro Nico Rosberg na largada e não teve adversários para vencer pela sexta vez no ano. A boa largada, sem o auxílio dos engenheiros, foi fundamental para Hamilton. Ele segurou Pérez logo após a Eau Rouge e não foi mais incomodado.

LEIA MAIS

Igualando Senna em pódios, Hamilton comemora: “foi um sonho”

Sexto colocado em Spa, Massa supera Bottas no Mundial de Pilotos

2º, Rosberg tem motivo para sair rápido de Spa: “minha filha vai nascer”

Líder, Hamilton amplia vantagem para Rosberg; veja tabela

Nico Rosberg caiu para quinto na largada, e teve de se recuperar para chegar em Hamilton. Ele conseguiu baixar em cinco segundos a diferença que era de oito quando assumiu o segundo lugar. Mas Hamilton apenas administrou seu ritmo e impediu a chegada do alemão, que tentou se aproveitar de um Safety Car Virtual para se aproximar após a quebra de Ricciardo. O gap no final foi de 2.0s.

Com isso, o britânico aumentou a diferença no campeonato para 28 pontos – mais do que se pode fazer em uma corrida, pela primeira vez no ano.

Decepcionando em ritmo de corrida, a Williams deixou Felipe Massa na mão em Spa. O piloto foi ultrapassado nas primeiras voltas no fim da reta Kemmel por Grosjean e Kvyat. Massa ficou em 6º. Nasr fez corrida opaca e foi o 11º

Em terceiro ficou o francês Romain Grosjean em seu primeiro pódio desde o GP dos EUA de 2013. Ele se aproveitou de um estouro de pneu de Sebastian Vettel na penúltima volta na saída da Eau Rouge.

Como fato curioso, o GP viu a Williams cometer um erro bizarro nos boxes com Bottas. O finlandês acabou tendo todos os pneus macios trocados mas teve um pneu médio colocado na traseira direita. Por isso, o piloto foi obrigado a pagar um drive-through. Ele finalizou em nono.

A corrida

Nico Hulkenberg abortou a primeira largada após ter problemas no carro. O alemão teve desde sábado defeitos no turbo, e chegou a ser informado para não largar e entrar no box após a volta de apresentação. No entanto a equipe voltou atrás e Hulk foi para o grid, onde deixou seu motor apagar. O alemão não conseguiu largar dos pits.

A segunda largada foi para valer. Hamilton largou bem e conseguiu segurar a pressão de Perez, que fez a melhor partida. Rosberg saiu mal e caiu para quinto. Ainda na primeira volta ele voltou para quarto passando Bottas. Ricciardo era o terceiro. Na volta 2, Maldonado foi o primeiro a abandonar na pista após quebrar seu motor na saída da Eau Rouge. Felipe Massa era o oitavo e Nasr, após péssima largada, o 14º.

Ricciardo, que não conseguia passar Pérez pelo segundo lugar, optou por parar na volta 7. O australiano voltou em 11º de pneus médios. Pérez parou na volta seguinte, mas voltou atrás da Red Bull. Hamilton liderava com oito segundos de vantagem. Rosberg era o segundo com Vettel em terceiro. Pérez conseguiu superar Ricciardo voltas depois.

A Williams cometeu um erro com Bottas nos boxes. O time colocou três pneus macios e um pneu médio no FW37. O finlandês tomou um drive-through. Após as paradas, na volta 18, o top-10 era Hamilton, Rosberg, Pérez, Ricciardo, Grosjean, Vettel, Kvyat, Massa, Raikkonen e Verstappen.

Na volta 20, Ricciardo parou com problemas mecânicos após a última chicane, o que trouxe o Safety Car Virtual. Pérez, Grosjean, Massa e Raikkonen foram aos boxes para trocar os pneus.

Após as paradas das Mercedes, na volta 31, Hamilton ainda liderava. Rosberg vinha atrás, com Vettel, Grosjean, Pérez, Massa, Raikkonen, Kvyat, Bottas e Verstappen.

Com pneus mais novos, Kvyat passou Raikkonen, Massa e Pérez ainda antes do fim da corrida se utilizando do DRS. Grosjean pressionava Vettel até a penúltima volta, quando o alemão teve o pneu traseiro direito furado e perdeu o pódio.

A próxima corrida acontece em Monza, Itália, no dia 6 de setembro.

Confira o resultado:

Pos.PilotoCarroTempo/Dif.
1 Lewis Hamilton Mercedes 1:23:40.387
2 Nico Rosberg Mercedes 00:02.058
3 Romain Grosjean Lotus 00:37.988
4 Daniil Kvyat Red Bull 00:45.692
5 Sergio Perez Force India 00:53.997
6 Felipe Massa Williams 00:55.283
7 Kimi Raikkonen Ferrari 00:55.703
8 Max Verstappen Toro Rosso 00:56.076
9 Valtteri Bottas Williams 01:01.040
10 Marcus Ericsson Sauber 01:31.234
11 Felipe Nasr Sauber 01:42.311
12 Sebastian Vettel Ferrari 1 volta
13 Fernando Alonso McLaren 1 volta
14 Jenson Button McLaren 1 volta
15 Roberto Merhi Marussia 1 volta
16 Will Stevens Marussia 1 volta
Abn Carlos Sainz Jr. Toro Rosso  
Abn  Daniel Ricciardo Red Bull   
Abn  Pastor Maldonado Lotus   
Abn  Nico Hulkenberg Force India   

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Sub-evento Domingo corrida
Pista Spa-Francorchamps
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Relato da corrida