Senna, 15º, admite: "Não foi a melhor classificação que fiz"

Brasileiro acredita que falta de tempo de pista o atrapalhou, mas elogia o comportamento do carro

Bruno usa capacete comemorativo aos 20 anos do tricampeonato de Ayrton Senna

Com um carro bom nas mãos, Bruno Senna espera fazer uma boa corrida amanhã na Coreia. O brasileiro reconhece que o potencial da Renault permitiria largar acima da 15ª colocação naquele que admitiu não ter sido “a melhor classificação” que já fez.

“O comportamento do carro está legal hoje. Talvez esteja um pouquinho mais dianteiro do que eu gosto, mas está consistente. Eu que acabei não fazendo o que poderia fazer, tive uma volta um pouco pobre”, afirmou ao TotalRace.

“Não foi a melhor classificação que já fiz, mas tudo mundo acaba cometendo erros e não explorando 100% do potencial. Existe muito potencial no carro então há chance ainda para amanhã.”

Senna perdeu mais de 0s6 em relação ao companheiro Vitaly Petrov na classificação. O russo larga em oitavo.

“É no último setor que estamos perdendo um pouco de tempo em relação ao Vitaly [Petrov]. Não é nada no carro, é falta de quilometragem com um carro bom aqui, pois ano passado o carro era muito diferente e acabei não tendo a referência certa. O acidente que eu tive de manhã também não me ajudou muito. Foi um monte de coisa junta que não me ajudou a fazer a classificação que eu podia fazer, mas acontece.”

Para o brasileiro, pesa o fato de ter perdido muito tempo nos treinos livres devido à chuva e de só ter andado de Hispania em Yeongam.

“Ele [Petrov] tem a referência do ano passado, uma base muito melhor. A falta de andar com carro bom aqui está me prejudicando mais do que em Suzuka. Faltou andar em condições normais – mesmo se não tivesse perdido tempo no treino de hoje, ainda não seria suficiente.”

Para a corrida, no entanto, o piloto da Renault espera um bom rendimento.

“Nosso carro é mais rápido em relação àqueles que estão na nossa frente, o que é um bom indicador. Se é possível ultrapassar ou não, são outros 500. O carro está com um comportamento diferente de Suzuka, pois temos uma tração razoável aqui. Isso é animador, porque surge a possibilidade de chegar nos outros e tentar ultrapassar.”

Desde a efetivação de Senna como titular da Renault, Petrov sofria para superar o brasileiro em classificações. Hoje, a vitória foi por goleada. "Estou muito feliz com os esforços de hoje. A oitava posição é algo para estar orgulhoso e me dá a chance de me fazer presente na briga do topo. O circuito é suave e permitiu grande aderência com estes pneus. Como um time, fizemos um belo trabalho."

(colaborou Luis Fernando Ramos, de Yeongam)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Bruno Senna , Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias