Sexto nos treinos, Massa vê briga boa atrás das Mercedes

Brasileiro ficou a apenas dois décimos do líder Rosberg, mas acredita que a diferença é maior que isso

Sexto colocado nos treinos livres para o GP da Malásia, mas apenas pouco mais de dois décimos atrás do mais rápido do dia, Nico Rosberg, Felipe Massa revelou ter completado todo o programa previsto pela Williams para o primeiro dia de atividades de pista em Sepang. Agora, é estudar os dados e tentar melhorar o carro.

“Acho que foi uma boa sexta-feira, mas é lógico que temos muita coisa para entender”, afirmou ao TotalRace. “Conseguimos fazer tudo aquilo que esperávamos, fazendo simulações de corrida com ambos os tipos de pneu.”

Uma destas “coisas a entender” é o comportamento do carro nas saídas de curva, como explicou o companheiro de Massa, Valtteri Bottas, nono colocado. “Ainda há trabalho a ser feito na traseira nas saídas de curva, mas também temos nossos pontos fortes. Vamos focar nas fraquezas porque ainda há muito a melhorar.”

Massa salientou ainda que a pouca diferença entre os tempos mascara o que, na realidade, é uma clara vantagem para a Mercedes. “Sem dúvida, a Mercedes é a favorita. Deve ter um carro tão competitivo quanto teve na Austrália. Depois deles, a briga é bem disputada entre muitos carros. Temos de fazer de tudo para ter um bom carro mirando na Mercedes – se pudermos brigar com eles, será ainda melhor.”

Projetando a corrida, o brasileiro acredita em uma variação entre duas e três paradas, o que depende do quanto a temperatura baixar no horário da prova. Normalmente, a segunda sessão de treinos livres é realizada no horário da corrida, mas, na Malásia, como a largada é Às 17h locais (o padrão é 14h), esta sessão é disputada mais cedo. E com mais calor. “Estava quente, então precisamos entender essa temperatura – ainda que na corrida isso mude porque será mais tarde, o que ajuda em termos de desgaste de pneu.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias