“Sinto que estou pilotando bem", diz Ricciardo após mais um top 10

É a terceira vez seguida que o australiano vai ao Q3, enquanto companheiro Vergne não entender por que levou 0s5

Após três classificações seguidas entre os 10 melhores, Daniel Ricciardo não poderia estar mais feliz com seu atual momento. Cotado para substituir Mark Webber na Red Bull ano que vem, o australiano larga em oitavo lugar na Hungria. E, de quebra, cravou o companheiro Jean-Eric Vergne em mais de meio segundo.

 “Sinto que estou pilotando bem, então vou deixar o pessoal do lado técnico decidir [se foi a pilotagem ou algo no carro que determinou diferença para Vergne]. Estou em uma boa sequência entrando no Q3, então deve significar alguma coisa. Estou feliz com meu trabalho”, afirmou ao TotalRace.

Ricciardo só lamenta que tenha demorado para a Toro Rosso encontrar seu caminho no final de semana. “Tivemos de encontrar algo extra para a classificação. Em um mundo ideal, gostaríamos de começar o final de semana já entre os 10 desde a sexta-feira, mas tivemos de trabalhar um pouco para chegar lá. Acho que atingimos o máximo que podíamos hoje, mas não dá para saber o que vai acontecer na corrida.”

Já Vergne, que larga apenas em 14º, disse não entender por que foi tão mais lento que o companheiro. “Quero ver os dados. Não tivemos nenhum problema, além do fato de que, desde sexta-feira, estou com a impressão de que falta downforce no meu carro. Amanhã será muito difícil, especialmente com os pneus macios, então acertar na estratégia fará a diferença.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Daniel Ricciardo
Tipo de artigo Últimas notícias