Sistema de penalização por uso de motores será revisado

Por causa das crescentes queixas, a Fórmula 1 promete rever o sistema de punições por utilização da unidade de potência. Motores podem voltar a fazer mais barulho.

Depois do fim de semana na Áustria, em que a Fórmula 1 recebeu diversas críticas por causa do excesso de penalizações pelo uso de uma nova unidade de potência, o grupo de estratégia concordou que algo teria que ser feito.

O comunicado emitido pela FIA nesta quinta-feira dizia: "Por unanimidade, uma revisão das sanções foi acordada entre os membros do grupo e será apresentada ao Conselho Mundial de automobilismo da FIA, na próxima semana."

Motor Extra para a Honda

Com a Honda enfrentando problemas desde sua estreia no grid este ano, o grupo decidiu mudar as regras com o campeonato em andamento. A partir de agora, aos novos fabricantes que adentrarem à categoria será concedido uma unidade de potência extra em sua primeira temporada. A Honda se beneficiou automaticamente com a nova medida.

O comunicado acrescentou: "Foi acordado a permissão de uma unidade de potência extra por piloto no primeiro ano para qualquer nova fabricante de entrar no campeonato e, por razões de equidade, a medida será aplicada retroativamente à Honda para a temporada de 2015."

Custos dirigidos

FIA e FOM estão produzindo um conjunto de medidas relativos aos "custos de fornecimento", incluindo uma revisão total no sistema de utilização de tokens, aumentos de subsídio nos preços dos combustíveis e limites de uso do dinamômetro do motor.

Motores com mais ruídos

Aquilo que os fãs mais nostálgicos da Fórmula 1 reclamam pode estar com dias contados. O grupo de estratégia também aprovou a ideia de se desenvolver medidas em que o ruído dos motores sejam mais presentes, se assemelhando com o que já foi um dia.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias