"Só sei para onde vira", diz Bruno, sobre Cingapura

Ao TotalRace, brasileiro da Lotus Renault GP deixa a empolgação dos primeiros pontos para trás e destaca dificuldades do circuito

Bruno Senna

Passada a euforia do GP da Itália de F-1, quando conquistou os primeiros pontos de sua carreira, Bruno Senna já volta suas atenções para o próximo encontro da categoria, em Cingapura.

Contudo, o brasileiro prevê ao TotalRace mais dificuldades a bordo do carro do Lotus Renault GP, uma vez que só andou no circuito de rua asiático a bordo do difícil equipamento da Hispania.
 
"Vai ser bem difícil, pois não conheço bem a pista. No ano passado, quando foi minha primeira vez, tinha um carro difícil para pegar confiança, pois mexia muito. Lá vai ser mais difícil", afirma.
 
"Eu já tinha andado com carros bons em Monza e Spa, isso me fez ir com mais confiança. Em Cingapura será do zero. Só sei para onde vira a pista", continua Bruno, destacando as exigências físicas da prova.
 
"Foi a corrida que mais trabalhei, atacando outros carros e com o meu no limite. Lá mexe muito. O tempo inteiro você tem de ficar tenso para não perder o carro. Mas, com mais downforce, dá uma equilibrada. A temperatura e a umidade não serão fáceis também."
 
Por fim, Bruno fala sobre suas metas: "Sei que dá para ir mais longe. Vou aprender e me dar oportunidade de aprender. Ainda vou cometer erros, certamente. Todo mundo já tem mais confiança no carro para atacar a primeira curva. Tem que ir progredindo aos poucos."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias