Sobre Curva do Café, Whiting evita comentar mudanças e prazo

Diretor de prova da FIA visitou o Autódromo de Interlagos no último dia 12 e vistoriou curva que vitimou Gustavo Sondermann

Charlie Whiting (no centro)

O diretor de provas da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Charlie Whiting, falou no último fim de semana de forma exclusiva ao TotalRace a respeito da isita que fez ao Autódromo de Interlagos no último dia 12 de maio.

O inglês veio ao Brasil analisar o projeto para a instalação de uma área de escape na Curva do Café, projetada após o acidente fatal de Gustavo Sondermann na Copa Chevrolet Montana, no início de abril, e comentou sobre o que viu.

"Passei algum tempo lá dando uma olhada no que pode ser feito para melhorar. Ainda estou discutindo possíveis mudança. Não estou liberado para comentar o que poderia ser feito, mas acredito que o desejo da cidade é fazer algo", afirmou.

"Tivemos algumas boas ideias que surgiram nesta reunião. Agora, é uma questão de discutir com os engenheiros e ver o que é exequível", completou Whiting, sem comentar detalhes e estipular prazos.

(Colaborou Felipe Motta, de Mônaco)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias