Sutil chama Hamilton de covarde por não ajudá-lo em julgamento

Inglês teria se recusado a testemunhar a favor do alemão e disse, em carta, que não viu confusão envolvendo piloto e Eric Lux

Esse abraço não deve ser visto tão cedo

Em declaração ao jornal alemão "Bild", Adrian Sutil chamou Lewis Hamilton de "covarde", por não tê-lo ajudado no caso contra Eric Lux.

Os dois estavam juntos quando o alemão agrediu Lux, que é um dos acionistas da Lotus, em uma confusão durante uma festa na China, no mês de abril de 2011.
 
Contudo, o campeão de 2008 não apareceu para testemunhar à favor de Sutil, que acabou punido com 18 meses em liberdade condicional e uma multa de 263 mil dólares. Além disso, Hamilton enviou uma carta às autoridades dizendo não ter visto nada.
 
A atitude do então amigo irritou Sutil profundamente. "Lewis é um covarde e não quero ser amigo de alguém assim. Até onde sei, ele não é homem. Até seu pai me mandou uma mensagem de texto desejando sorte no julgamento", disse ao "Bild", que confirmou ao TotalRace ter um áudio da conversa.
 
"Não tive nada de Lewis. Ele mudou o número de seu telefone e não consigo mais falar com ele", completou. Sutil e Hamilton foram companheiros de equipe na Fórmula 3 europeia e, até o dia do incidente, eram muito próximos.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton , Adrian Sutil
Tipo de artigo Últimas notícias