Sutil: 'Estava chovendo e muito escuro no momento da batida de Bianchi'

Alemão foi testemunha da batida do francês, que segue internado em estado preocupante no Japão

Sutil tentou encontrar explicações para a batida
Adrian Sutil testemunhou o grave acidente de Jules Bianchi. O piloto da Marussia atingiu o trator responsável por tirar o carro do alemão da pista em Suzuka. Três dias depois do ocorrido, Sutil falou sobre o caso e culpou as péssimas condições climáticas pela colisão.
 
[publicidade] Em entrevista concedida ao jornalista inglês Adam Cooper, Sutil culpou a chuva forte que caiu na parte final da corrida e a péssima iluminação natural, já que anoitecia na região de Suzuka no momento, como responsáveis por dificultar a pilotagem.
 
“O único risco foi no fim, quando começou a escurecer, e a garoa veio na sequência. Realmente me esforcei para manter o carro na pista, mas aí choveu mais e ficou escueo. Estava muito perto de Jules quando o carro aquaplanou na curva 8 e fui parar na barreira de proteção. Tive sorte de nada acontecer comigo”, disse Sutil.
 
“Uma volta depois aconteceu o acidente com o Jules, no mesmo ponto, do mesmo jeito que foi comigo. Provavelmente ele aquaplanou e perdeu o controle do carro. As condições estavam piorando e os pneus estavam no fim, não tinha resistência quanto à aquaplanagem”, destacou Sutil, tentando justificar o acidente.
 
“Havia um rio enorme ali, e isso provocou os dois acidentes, na verdade. A chuva veio forte e os pneus estavam no fim, a gente só lutava para se manter na pista, estava muito difícil de guiar. Quando fica escuro, você ainda pode ver, mas como temos luzes muito brilhantes no volante, isso irrita muito. Além disso, nós temos uma visão reduzida de dentro do capacete também. Com pouca luz, isso nos afeta muito. Nessas últimas voltas, com o spray e as gotas na viseira, foi realmente difícil de enxergar”, complementou.
 
Adrian Sutil, da Sauber, se encontrava próximo aos fiscais (e ao trator) que retiravam o seu carro da pista. O alemão ficou próximo ao local desde o momento em que Bianchi colidiu o carro.
 
Ainda em Suzuka, Sutil procurou não falar sobre o acidente, embora tenha sido a única testemunha do grid a presenciar o ocorrido. O alemão, ainda sob as memórias do grave acidente do representante da Marussia, desembarca na Russia para o GP de Sochi, marcado para este final de semana.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias