Tentativa frustrada de ir à decisão custou 45 mil dólares à Marussia

Equipe, que soma mais de 48 milhões de dólares em dívidas, levou calote antes da etapa de Abu Dhabi

A tentativa da Marussia de participar da última etapa do campeonato, em Abu Dhabi, em novembro, acabou custando 45 mil dólares para o time, que entrou em processo de insolvência em outubro e já havia ficado de fora das etapas dos Estados Unidos e do Brasil.

[publicidade] De acordo com documentos da empresa, o time tinha garantias de que um investidor injetaria dinheiro para que o time disputasse a prova final. Os administradores, então, prepararam a equipe para embarcar, mas o dinheiro não chegou, gerando o prejuízo e impedindo que o time corresse na etapa árabe.

“No dia 18 de novembro de 2014 [três dias antes dos primeiros treinos livres], eu recebi o compromisso de um investidor para injetar dinheiro suficiente na Marussia para permitir que o time corresse em Abu Dhabi”, explicou Geoff Rowley, um dos administradores da equipe. “Para permitir que isso acontecesse, a equipe teve de ser remontada para viajar para a corrida. Muito trabalho foi feito em um período de 24h, no entanto, os investidores não conseguiram prover os fundos necessários. Eles concordaram em pagar as despesas, mas 45.129 ainda não foram pagos.”

Com dívidas que superam os 48 milhões de dólares a mais de 200 credores diferentes, a equipe dificilmente estará no grid na próxima temporada, ainda que esteja inscrita pela Federação Internacional de Automobilismo.  

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias