"Tínhamos ritmo no bolso", avisa Alonso após vitória

Espanhol igualou número de triunfos de Nigel Mansell e se tornou o quarto melhor da história no quesito

Depois de vencer com facilidade o GP da China, Fernando Alonso garantiu que tinha ritmo sobrando em sua Ferrari. O espanhol superou Kimi Raikkonen ainda na largada e Lewis Hamilton logo na primeira parte da prova, quando ambos estavam com pneus macios, para vencer sua 31ª prova na carreira e empatar com Nigel Mansell como o quarto piloto com mais vitórias na história da Fórmula 1, atrás de Ayrton Senna, Alain Prost e Michael Schumacher.

“Foi uma corrida fantástica”, afirmou o espanhol. “Desde a largada até o final, não tivemos problemas e o desgaste acabou sendo menor do que esperávamos. Depois de não ter terminado a última corrida, havia alguma pressão para termos um bom resultado e conseguimos”, reconheceu.

“Tínhamos ritmo no bolso, mas é difícil saber quando usar dependendo do momento da corrida. Tomara que possamos mostrar todo o ritmo que temos no Bahrein.”

Com o resultado deste domingo, Alonso tem um segundo e um primeiro lugares, além do abandono na Malásia. “Das duas vezes que terminamos uma corrida neste ano, fui segundo e venci, então o começo foi muito bom e o início de temporada é positivo.”

Ainda assim, o piloto da Ferrari não espera ter vida fácil na quarta etapa do Mundial, que será realizada no Bahrein já no próximo final de semana. Afinal, a temporada até aqui teve três carros diferentes vencendo as três primeiras provas.

 “Esperamos uma corrida difícil, talvez as condições sejam diferentes e não sabemos quem será competitivo. Porém, pelas corridas que terminamos, o carro pareceu bom o suficiente para terminar no pódio, então a expectativa é boa.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias