"Tive que realmente lutar com Schumacher", fala Hamilton

"[Schumacher] estava tão rápido ou até mais quando estava com minha asa móvel ativada", diz inglês, que lamentou os poucos pontos

Lewis Hamilton, antes de virar presa fácil de Jenson Button

Quarto colocado no GP da Itália de F-1, Lewis Hamilton protagonizou o duelo do dia nas longas retas de Monza. Em uma briga de campeões mundiais, o inglês suou para superar Michael Schumacher.

Os carros de ambos são dotados de motores Mercedes, mas o piloto da McLaren sofria para conseguir velocidade suficiente e fazer a ultrapassagem no heptacampeão de 1994, 1995 e 2000 a 2004.
 
"Estava muito lento nas retas. Fiquei preso atrás dele. Ele andava muito veloz na reta. Eu corria tão rápido ou até mais quando minha asa móvel era ativada", comentou o inglês.
 
A disputa não foi das mais fáceis, e Hamilton destaca ter conseguido completar a corrida à frente do concorrente, que teria cometido manobras duvidosas para bloquear sua passagem em algumas das inúmeras disputas. "Tive que lutar realmente com Schumacher, mas o fato de ter terminado à frente dela mostra que tudo foi OK. É corrida."
 
De olho no campeonato, Lewis lamentou os poucos pontos. "Não foi um ótimo resultado. Larguei em segundo, mas caí duas posições. Definitivamente, não estou feliz, mas isso é corrida. Terminei a prova e somei pontos para a equipe, então é um bom passo dado."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias