"Tivemos de dosar o ritmo no final", revela Vettel

Alemão dá a entender que vitória no GP da Itália não foi tão tranquila quanto pareceu; Webber celebra pódio

A emoção no pitwall da Red Bull, especialmente do projetista Adrian Newey, após a sexta vitória de Sebastian Vettel no campeonato, que o deixa com 53 pontos de vantagem para Fernando Alonso na ponta do mundial, mostrou que a vida do alemão não foi tão simples quanto pareceu de fora do carro.

Vettel liderou a prova inteira e chegou a abrir 11s em relação ao próprio Alonso, segundo na prova, mas cruzou a linha de chegada 5s4 à frente. “Tivemos de controlar nosso próprio ritmo do meio para o final, mas para mim não foi tão ruim porque eu já tinha uma diferença”, afirmou o piloto, que salientou o trabalho da equipe para mais uma conquista.

“Foi uma corrida fantástica, mas dá para sentir a diferença de vencer com a Red Bull e vencer com um time italiano aqui em Monza”, lembrou o alemão, sob vaias da torcida da Ferrari, diferentemente do que ocorreu há cinco anos, quando ganhou com a Toro Rosso. “Foi um grande trabalho da equipe e da Renault, pois esta é uma das pistas mais difíceis para os motores.”

Mark Webber voltou ao pódio pela primeira vez desde o GP da Grã-Bretanha, em terceiro. O australiano largou em segundo, mas perdeu uma posição para Massa na largada. Três voltas depois, foi ultrapassado por Alonso, recuperando o posto com o brasileiro após a única rodada de pit stops.

Nas voltas finais, pressionou fortemente a Ferrari do espanhol, mas não conseguiu colocar de lado. “O pneu duro não era bom para mim, mas foi melhorando no final da prova. Senti-me muito bem nas últimas voltas, mas não deu para passar. Foi um bom resultado para a equipe”, salientou o quinto colocado no mundial.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Mark Webber , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias