"Todos os nossos problemas estão ao redor do motor", aponta Maldonado

Venezuelano lembra que Lotus não é o único time que está sofrendo para entender os propulsores Renault

Depois de passar um ano inteiro  sofrendo numa Williams fraca, Pastor Maldonado resolveu levar seu patrocínio milionário para a Lotus, uma das quatro equipes mais fortes de 2013. Este ano, no entanto, a situação das duas equipes se inverteu. Enquanto a Williams mostrou um carro forte neste início de temporada, a Lotus vive uma série de problemas. Mesmo assim, o venezuelano garante que não desanima.

“Meu moral está bem. Estou esperando a oportunidade de competir. A Lotus mostrou no passado que pode ir muito bem e está trabalhando duro este ano.  Temos um bom carro e esperamos poder competir com as primeiras equipes”, contemporizou o piloto, que culpa os motores Renault pelos problemas enfrentados neste início de 2014.

“Todos os nossos problemas estão ao redor da unidade de energia, não é fácil, é algo complexo, mas o que nos alenta é que não somos os únicos que temos problemas com o motor. Talvez sejamos aqueles que têm tido mais problemas ao mesmo tempo, mas o campeonato está apenas começando. Temos que ser otimistas e acreditar que isto mudará”, afirmou, direto de Malásia, onde domingo disputa o segundo grande prêmio da temporada.

“Será importante experimentar os pneus com esse calor de Sepang. Será uma corrida bastante complicada e uma incógnita para todos. Em pouco tempo, a nossa equipe fez um grande trabalho e vamos nos esforçar para ficar mais tempo na pista dessa vez”, concluiu Pastor, que, na Austrália completou 31 das 57 voltas previstas.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias