Tony Fernandes confirma que não é mais o chefe da equipe Caterham

Dirigente malaio não disse quem será seu sucessor, apesar de já ter acertado com o próprio. Nome sai junto com o anúncio oficial

O malaio Tony Fernandes confirmou à Autocar que está de saída do cargo de chefe de equipe da Caterham. Além da Fórmula 1, Tony tem negócios no futebol, ocupando o cargo de dirigente do Queens Park Rangers, time inglês da Premier League, além de ser dono de companhia aérea.

"No lado das corridas, nós temos que concluir que é melhor alguém tomar o lugar de chefe de equipe para poder crescer", falou Fernandes. "Nós somos, definitivamente, melhores com negócios do que em achar décimos de segundos em uma volta. Foi o bom no começo liderar o time, mas agora chegou a hora da equipe ir para o meio do pelotão", completou.

Fernandes já acertou com seu sucessor, mas ainda está impossibilitado de divulgar o nome. "Eu sei quem será, e poderei dizer seu nome no dia da confirmação oficial. Não posso revelar ainda. A única coisa que posso dizer que ele está ligado à F-1", disse.

Com três anos de história na Fórmula 1, a Caterham ainda não marcou pontos, mas é o melhor time daqueles que iniciaram na categoria em 2010. Todavia, nesta temporada, está perdendo para a Marussia, que conseguiu uma posição de chegada melhor com Glock do que a dupla Kovalainen e Petrov.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias