Top 3 seria "ótimo resultado" para a Williams, diz Massa

Quarto colocado nos treinos livres, brasileiro chamou a atenção para a velocidade da Ferrari e da Red Bull

Após terminar a sexta-feira de treinos livres para o GP da Bélgica na quarta colocação, Felipe Massa afirmou ao TotalRace que seria “um grande resultado” se a Williams puder brigar pelo top 3 na classificação, que começa às 9h deste sábado. O brasileiro se mostrou satisfeito com seu carro, mas reconheceu que equipes como Ferrari e Red Bull também estão fortes.

[publicidade] “Acho que tem carro que está mais rápido nesta pista, devem estar usando uma asa menor do que a nossa. A Force India, acredito, é o carro mais veloz nas retas. No final, a aerodinâmica conta muito. Se você tem uma asa menor, você vai ganhar muito na reta e perder nas curvas. Nós estamos trabalhando no caminho que achamos ser o melhor para o nosso carro e acho que funcionou bastante. Então vamos trabalhar para continuar assim e ter um carro competitivo domingo.”

Além da Mercedes, que dominou ambas as sessões de treinos livres, a Ferrari, pelo menos com Fernando Alonso, terceiro colocado, também apareceu forte, especialmente no segundo setor, justamente o ponto fraco da Williams.

“Eu esperava isso [que a Williams não fosse tão forte no segundo setor] porque é um carro em que é necessário ter bastante pressão aerodinâmica e a Mercedes tem um carro melhor – na verdade, melhor do que todos. A Ferrari também tem um bom carro. Fernando está fazendo bons tempos e não será fácil ficar na frente deles, mas temos possibilidades, então vamos trabalhar para que possamos ser mais rápidos que eles e também que a Red Bull.”

Em relação à Eau Rouge, Massa afirmou que foi possível fazê-la sem aliviar o acelerador. “A gente conseguiu melhorar bastante o carro desde o começo do carro, então agora temos mais pressão aerodinâmica, então fizemos a Eau Rouge com o pé embaixo. É lógico que não é tão fácil quanto no passado, mas, mesmo sendo flat, é sempre uma pista incrível.”

O principal problema da sessão foi lidar com a pouca durabilidade dos pneus macios. “Estamos usando os pneus macios, então é lógico que teremos degradação de pneus aqui vai ser grande. Eu fiz a simulação com pneus macios e o Bottas, com o duro, então vamos analisar os dados para ver qual o melhor caminho para a corrida.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias