Trapalhada da Williams nos boxes acaba com corrida de Massa: "Não podemos repetir"

Mecânicos erram duas vezes, brasileiro perde muito tempo e chega só na 15ª posição

Um pit-stop bastante desastroso acabou com a chance de o brasileiro Felipe Massa somar mais alguns pontos neste domingo no GP da China. Massa estava em sexto lugar quando foi para a sua parada, mas dois erros dos mecânicos da Williams o fizeram cair para a última posição entre os carros que estavam na pista.

Primeiro, os mecânicos inverteram a posição dos dois pneus traseiros e depois demoraram muito para encaixar o pneu traseiro esquerdo. “O que aconteceu, eu não sei não. Pra falar a verdade acabou minha corrida ali. Foi um problema que tivemos no pit stop. Alguma coisa houve, temos que analisar. Houve um erro ou pode ter sido um problema, então é analisar e não repetir”, lamentou o brasileiro após a prova.

“O tempo que a gente perdeu não tinha como buscar. O único jeito de voltar para a prova era com um Safety Car, mas não aconteceu. Fico triste, porque era corrida para brigar pelos pontos, entre os seis, sete primeiros. Red Bull e Ferrari eram um pouco rápidas para gente, mas dava pra brigar pelo sexto”, continuou.

Após a prova, a Williams explicou que a tentativa dos mecânicos de colocar as rodas na posição invertida acabou quebrando as porcas e, por isso, houve dificuldade para recolocar os pneus.

Antes, Massa e Alonso haviam se tocado na largada, quando o brasileiro tentava, mais uma vez, ganhar várias posições no início. O toque foi justo na parte esquerda de seu carro, mas o brasileiro não relacionou com o problema nos boxes. O acidente não causou prejuízo momentâneo aos pilotos, que até ganharam posições na largada. Massa fechou a primeira volta em quinto, mas na sequência foi ultrapassado por Nico Rosberg.

Quando voltou dos boxes, onze segundos atrás da Caterham de Marcus Ericsson, ainda sofreu com o desequilíbrio do carro. No fim terminou na 15ª posição. “Tive um problema com os pneus dianteiros. Saia muito de frente a corrida toda. Não sei se é algo ligado ao toque, mas temos que analisar pra ver se está tudo certo”, contou.

Sobre o toque com Alonso, Massa creditou ao ex-companheiro. “Acho que ele forçou um pouco porque eu sai primeiro pro lado esquerdo e estava na minha direção e ele acabou encostando no meu carro. Temos que analisar, existem comissários para isso, mas eu estava na minha linha e ele encostou. Mas não mudaria em nada minha corrida”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias