Três campeões estão entre os 10 mais jovens da história; confira

Além de Verstappen, que vai estrear aos 17 anos, saiba quem são os outros pilotos que começaram cedo sua trajetória na F-1

Quando o holandês Max Verstappen alinhar para o primeiro GP da temporada de 2015, se tornará o mais jovem piloto da história a competir na Fórmula 1. E não será um recorde batido por uma questão de dias: o piloto terá cerca de 17 anos e seis meses (as datas do calendário ainda não foram definidas), quase dois anos a menos que o antigo detentor da marca de precocidade.

[publicidade] Atualmente, o mais jovem da história é o espanhol Jaime Alguersuari, mas a lista dos 10 estreantes mais novos conta ainda com três campeões mundiais que estão no atual grid. Confira:

1. Jaime Alguersuari: estreia no GP da Hungria de 2009, aos 19 anos, 4 meses e 3 dias.
Entrou no meio da temporada como substituto do demitido Sebastien Bourdais na Toro Rosso, após fazer parte do programa de desenvolvimento de pilotos da Red Bull, a exemplo de Verstappen, e credenciado pelo título da Fórmula 3 Britânica de 2008. Foi demitido da equipe após o final da temporada 2011, tendo como melhores resultados dois sétimos lugares naquele ano.

2. Mike Thackwell: estreia no GP do Canadá de 1980, aos 19 anos, 5 meses e 29 dias.
Conhecido como “teenage sensation” ou “sensação adolescente”, o neo-zelandês só se classificou para seis GPs na Fórmula 1 e nunca marcou pontos. Thackwell era uma espécie de piloto-substituto e, quando teve a oportunidade fazer carreira em carros esportivos, trocou de ramo.

3. Ricardo Rodriguez: estreia no GP da Itália de 1961, aos 19 anos, 6 meses e 27 dias.
Ricardo e seu irmão, Pedro, marcaram época no início da década de 1960, vencendo diversas provas de categorias variadas, até que o jovem mexicano chamou a atenção da Ferrari, que o convidou para o GP da Itália. Ricardo largou da primeira fila logo de cara, mas sua carreira não durou muito tempo: o piloto foi morto em um acidente com apenas 20 anos.

4. Fernando Alonso: estreia no GP da Austrália de 2001, aos 19 anos, 7 meses e 4 dias. 
Alonso estreou na nanica Minardi, vindo de apenas dois anos disputando campeonatos de monopostos em fórmulas menores. Foi o detentor de diversos recordes de precocidade – mais jovem a ir ao pódio, fazer pole, vencer, ser campeão e bicampeão. Todas as marcas, contudo, foram superadas por Sebastian Vettel. Hoje com 33 anos, busca o tricampeonato, correndo pela Ferrari.

5. Esteban Tuero: estreia no GP da Austrália de 1998, aos 19 anos, 10 meses e 14 dias.
Apesar de ter chegado jovem à Fórmula 1, o argentino Tuero já tinha a experiência de quatro temporadas em categorias inferiores quando estreou, pela Minardi. O piloto não teve muito sucesso e abandonou a categoria ao final de sua primeira temporada devido a uma lesão no pescoço.

6. Daniil Kvyat: estreia no GP da Austrália de 2014, aos 19 anos, 10 meses e 18 dias.
Considerado o melhor estreante desta temporada, o russo chegou à categoria como o campeão da World Series e deu um passo considerado grande para se preparar à Fórmula 1. Porém, mostrou serviço desde os primeiros treinos e tirou o recorde de Sebastian Vettel como o mais jovem a pontuar na categoria, logo em seu GP de estreia.

7. Chris Amon: estreia no GP da Bélgica de 1963, aos 19 anos, 10 meses e 20 dias.
Conhecido pela fama de azarado, o neo-zelandês era tido como um futuro campeão mundial e chegou a correr pela Ferrari nos anos 1960, mas conquistou apenas 11 pódios e nunca venceu uma corrida. Curiosamente, o piloto chegou a ter sua própria equipe, em 1966.

8. Sebastian Vettel: estreia no GP dos EUA de 2007, aos 19 anos, 11 meses e 14 dias.
O alemão estreou como substituto do polonês Robert Kubica, que sofrera um acidente, e pontuou em sua primeira prova. Em sua primeira temporada completa, venceu o GP da Itália com a Toro Rosso, saindo da pole, e bateu diversos recordes de precocidade. Dois anos depois, iniciaria uma sequência de quatro títulos mundiais. Para se ter uma ideia, o tetracampeão mais jovem antes de Vettel era Michael Schumacher, com 32 anos. O alemão conquistou o quarto triunfo com 26.
 
9. Eddie Cheever: estreia no GP da África do Sul de 1978, aos 20 anos, 1 mês e 22 dias.
Norte-americano com maior número de largadas na Fórmula 1, Cheever pilotou por nove equipes diferentes em seus 12 anos na categoria. Começou cedo após vencer o campeonato europeu de kart com apenas 15 anos e chegou a correr ao lado de Prost na equipe de fábrica da Renault em 1983, mas perdeu o emprego ao final do ano e nunca mais teve um carro competitivo.

10. Jenson Button: estreia no GP da Austrália de 2000, aos 20 anos, 1 mês e 22 dias.
Button estreou na Fórmula 1 após dois anos de experiência em monopostos, pela Williams, e pontuou logo em sua segunda prova. Após uma série de temporadas em carros pouco competitivos, o inglês aproveitou a chance quando teve o melhor equipamento, na Brawn, e faturou o título pela Brawn, atual Mercedes. Desde então, corre pela McLaren.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias