Valência pretende quebrar contrato com a Fórmula 1, segundo jornal

Circuito espanhol que sediou corrida de 2008 a 2012 poderia revezar com Barcelona a partir do ano que vem

Sede do GP da Europa de 2008 a 2012, o GP de Valência corre o risco de não mais voltar a ser realizado. Segundo a mídia espanhola, os administradores da prova na comunidade valenciana estão em conversas com a FOM para quebrar o contrato de realização da corrida.

A cidade poderia a partir do ano que vem revezar com o circuito da Catalunha como sede oficial do GP da Espanha à exemplo do que acontece com Hockenheim e Nürburgring no calendário desde 2007.

Porém, a publicação El Mundo disse que este acordo jamais foi assinado entre as partes e a F-1. Na verdade, segundo o Diario Sport, a única conversa dos promotores da corrida valenciana com a FOM foi para quebrar o contrato. Bernie Ecclestone teria, inclusive, pedido uma taxa de 33 milhões de dólares de para retirar da prova, divida que estaria sendo negociada com os promotores.

A crise econômica que assola a Espanha nos últimos tempos teria sido a maior culpada pela falta de interesse do governo valenciano em dar sequência a realização da corrida.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias